domingo, 12 de agosto de 2012

Respeito é bom e todo mundo gosta!


Jonath Oliveira do Nascimento
Secretário de Administração Externa

Vocábulo um tanto complicado de ser compreendido. Muitas pessoas, constantemente acham-se no direito de fazer certas exigências. Porém, ninguém se acha no dever de prestar, de oferecer. Respeito é algo que não podemos encontrar em qualquer esquina. É algo que não podemos adquirir em um mercado qualquer, que não podemos exigir, e um fato importante, não é produto de compensação, onde muitos acreditam que só se deve respeitar, se for respeitado. Podemos dizer, sem medo algum, que esse pensamento baseia-se na condição, na troca e na suposição. Que tipo de respeito é esse, que depende de atitudes externas? O respeito é algo que nasce conosco e que através de nossa própria consciência, é aprimorado e que nos acompanha em nossa evolução... Dia após dia. O respeito é pra nós, seres humanos... e de um modo bem particular, DeMolays, um dever, mas não somente para com o nosso semelhante, mas principalmente, de cada um para consigo mesmo. Respeitar, meus irmãos, é ter o seu próprio espaço, reconhecido por todas as pessoas, construído com nossas atitudes, nossas virtudes, que revelam a nossa própria maturidade, mas é também aceitar o espaço que não nos pertence, o espaço alheio, observando e compreendendo as diferenças. Deveríamos reconhecer a importância do uno perante o todo, e que este é formado de vários unos. Poderíamos então, resumir nesse pensamento, o real princípio desse vocábulo – Respeito. Sem este importante alicerce, o mundo viveria de temores, o que causaria ainda mais discórdias. Mas aqui pergunto: E o que não seria o temor, senão a falta de reconhecimento de cada um, frente às varias diferenças que norteiam a vida? É um tanto lógico. Quem se respeita, não exige respeito, pois este, como falei anteriormente, faz parte de nossa evolução, do nosso crescimento e desenvolvimento como homens de bem; é obra natural da consciência que adquirimos.
Respeito? Insisto em dizer, é um dever nosso pelo todo. É sabermos quão vital é a nossa participação em busca do bem comum. É termos consciência da importância do uno e do todo. Respeito é saber reconhecer as diferenças, seja diferença étnica, religiosa, racial, etc. Respeito é a coisa mais importante que se pode ter. Devemos ter sempre em mente que cada um de nós e até mesmo os animais (que não falam, mas sentem), somos diferentes de tudo o que há no mundo. Somos criaturas complexas, racionais. Cada um tem uma ou mais qualidades próprias. Não podemos nunca, exigir ou forçar para que outras pessoas sejam parecidas conosco. Se agirmos dessa forma, não estaremos pondo em prática aquilo que prezamos: o respeito.
Tenham sempre em mente: RESPEITO É BOM E TODO MUNDO GOSTA! 

Nenhum comentário: